jump to navigation

A Instalação do Snow Leopard 10.6.2 – Exclusivo AMD! 18/12/2009

Posted by pools in mac.
Tags: , , , , ,
21 comments

A Instalação do Snow Leopard 10.6.2 – Exclusivo AMD!

Confesso que não foi tão simples como eu esperava. Deu trabalho e ainda não está 100%, mas posso dizer que consegui.
Aos cardíacos/inexperientes, não recomendo o procedimendo, pois em alguns momentos pensei que tivesse perdido tudo (apesar de sempre realizar backups, mas não queria instalar os 3 sistemas operacionais novamente).

Prossiga somente se tiver espírito aventureiro e tempo disponível!

1 – Descrição do Computador e das Partições
Para quem chega agora, descrevo minha máquina(com alguns updates):

– AMD Athlon 64 3200 NewCastle
– MSI K8N Neo4 PLatinum (Chipset NForce4 + Som onboard ALC850)
– 2GB DDR 667 Kingston
– Nvidia GF GTS250 512MB
– 200GB HD Samsung SATA
– Gravador de DVD LG
– Gravador de CD LG
– Mouse e teclado PS2
– Monitor LCD 23″ LG W2353V – 1920×1080@60Hz

1.1 – Divisão das 4 partições:

– 50gb Windows 7 (Primária)
– 50gb MacOSX 10.5.8 (Primária)
– 50gb Linux Ubuntu 9.10 (Primária)
– 50gb Backup (Partição lógica)

1.2 – Para a instalação do Snow Leopard, removi o Ubuntu
Por ser o mais fácil de instalar posteriormente.

– 50gb Windows 7
– 50gb MacOSX 10.5.8
– 50gb MacOSX 10.6.2
– 50gb Backup

2 – Preparação da Partição
Fiz boot MacOSX, e mandei formatar a partição do Linux através do utilitário de Disco. O novo formato é o HFS+, o mesmo que a atual partição MacOSX 10.5.8.

2.1 – Instalação com Particionamento GUID ou MBR?
Pois é, temos que saber sobre isso pois vai direcionar nossa instalação.
São tipos de particionamentos que fazemos no HD. Se você, assim como eu, possui o Windows ou o Linux no mesmo HD, melhor deixar o MBR. Caso esteja instalando o Snow Leopard em um outro HD, pode utilizar como particionamento GUID.
Mais detalhes de como fazer o GUID neste guia de instalação do teknojunkie, em inglês.

3 – Instalação via CD de Boot ou MacOSX Existente?
Atualmente não existe ainda “distribuições” prontas com vários drivers inclusos, como o iDeneb, KalyWay, iATKOS, iPC etc. Como é tudo muito recente, os drivers estão sendo testados um a um. Creio que até meados de junho/julho teremos alguns DVDs de boot prontos para serem instalados, pois é uma mão na roda.

Minhas experiências com CDs de Boot não foram boas. Nenhum trouxe o driver (kext) da minha controladora de IDE, a nForce4. Logo depois do reconhecimento do DVD Retail do Snow Leopard, ganhava um “Still Waiting for root device”, que aterroriza muitos até hoje.

Como se trata de um AMD, devemos utilizar sempre as versões “Legacy”, que trazem algo a mais para que o MacOSX receba o boot com modificações da comunidade.
Importante frisar que via CD Boot e um disco original do Snow Leopard só irá funcionar se você tiver realizado um particionamento GUID.
Se não for esse o caso, terá que apelar para um DVD de instalação modificado ou ter o MacOSX 10.5.* na maquina previamente instalado antes.

Caso se interesse pelo boot de CD recomendo:
* CDBoot – (Necessita login)
* Rebel EFI
* Empire EFI

Caso nenhum desses funcionar, a alternativa seria montar um CD de Boot customizado, como explica esse post do HMBT

3.1 Instalação via MacOSX Existente
Como não obtive êxito com o CD de boot, preferi pela instalação via MacOSX existente.
Confesso que foi simples, bastou colocar o DVD Retail do Snow Leopard, copiar a pasta
/DVD Snow Leopard/System/Installation/* para o HD (poderia utilizar um DVD Modificado para isso)
e alterar o arquivo OSInstall.mpkg, pois o original não entende a MBR (Conforme citado no tópico 2.1).
Pode ser encontrado aqui.

Após isso basta executar o arquivo modificado e instalar na partição de destino inicialmente criada.

4 – Configuração Pós Instalação
É aqui que o bicho pega.
Precisaremos de um Kernel modificado e alterar/incluir vários drivers para conseguirmos utilizar o Snow Leopard.

4.1 – Chameleon Boot
Indispensável nesse ponto que o nosso gerenciador de Boot seja o Chameleon – Recomendo a última versão, a 2.0 RC4-684 no momento que escrevo este artigo. Leia o README dentro da pasta DOC para saber como proceder a instalação (3 comandos).

4.2 – O Novo Kernel
Inicialmente montei na mão a estrutura do novo kernel.
Utilizei o mach_kernel.test7, a descrição desse processo pode ser encontrada aqui. Mais precisamente o “Step 9”, em inglês.

Se você não quer ter tanto trabalho (Ainda nem começou…), recomendo pegar um pacote que instala e modifica os arquivos automaticamente, neste tópico da HMBT. O problema é a sugestão de instalar em cima da 10.6.2, pois acabamos de instalar a 10.6.0. Para realizar o upgrade, precisaríamos bootar pelo Snow Leopard e de lá realizar o Software Update, mas nesta altura ainda não estamos prontos. Teste por conta e risco.

4.3 – A Pasta Extra
É onde ficarão os drives/arquivos que testaremos para a inicialização do Snow Leopard. fica na raiz do sistema ( /Extra ) e provavelmente deverá ser criada.

Para não começar do zero, copiei a estrutura do CDBoot do HMBT e realizei a alteração do /Extra/com.apple.Boot.plist:
<Key>Kernel</Key>
<string>mach_kernel.test7 </string>

Deixei o novo kernel na raiz do sistema.

Faça o boot e fique expectativa.

4.4 – É Óbvio Que Não Vai Dar Certo de Primeira
Nesse ponto já fizemos passos importantes, mas ainda temos que entender o funcionamento do Boot e de instalação de drivers.

4.4.1 – Acostume-se com o Chameleon
Você pode digitar comandos úteis nele. Não espere pelo prompt, basta apertar qualquer tecla para que seja mostrado a lista de sistemas operacionais instalados e começar a digitar:

* mach_kernel : Kernel padrão do Leopard
* mach_kernel.test7 : Kernel modificado do Snow Leopard que utilizei
* -v : Modo verbose (log), mostra todos os passos da inicialização, quase que obrigatório nesse início de processo.
* -x : Modo seguro, carrega com drivers mais genéricos ou desabilitados.
* Wait=y : Mostra o que o Chameleon está chamando/dando erro e espera para que possamos ver.A letra “W” é maiúscula mesmo.

4.4.2 – Não Achou meu Kernel
Tente passar como parâmetro como citado no tópico anterior. Se não for informado nenhum kernel, ele vai pegar o padrão definido no /Extra/com.apple.Boot.plist.
Não esqueça que o Chameleon vai pegar a pasta /Extra de onde da partição que ele foi configurado (conforme README):
- Install boot1h to the partition's bootsector:
sudo dd if=boot1h of=/dev/rdisk0s2

No meu caso alterei o parametro para rdisk0s3, que é a nova partição com o Snow Leopard.

Não se assuste se o Chameleon não achar o kernel do MacOSX 10.5.* que já estava instalado (a partir do procedimento anterior ele se perdeu), basta informá-lo manualmente.

4.4.3 – Still Wainting Root Device
Sinal que faltam drivers específicos para o nosso novo sistema operacional.
Basta realizar o Boot pelo antigo MacOSX 10.5.* e realizar os passos a seguir.

4.5 – Drivers
Antes de começar a caçada pelos drivers necessários é melhor entender onde e como instalar corretamente.

4.5.1 – Pastas de Drivers (Kexts)
Se estiver instalando a partir do MacOSX 10.5, tome cuidado para não confundir o local de instalação:
"/Volumes/nome_da_sua_particao_do_snow_leopard/"

Esta é a partição raiz do novo sistema, visto como um volume a parte e, quando tratamos de /System ou /Extra, tenha em mente o caminho raiz acima.

Os drivers devem ser instalados em:
1o. /Extra/Extensions
2o. /System/Library/Extensions

A ordem é importante. O sistema sempre vai carregar primeiro do /Extra e depois a do /System, inclusíve o com.apple.Boot.plist.
Se for utilizar ferramentas como o OSX86Tools, atente ao fato que ele irá trabalhar com o /System, logo deve ser verificado se o mesmo driver não está sendo carregado antes no /Extra.

4.5.2 – Permissões
Antes de copiar um Kext (Lembre-se que é um diretório, utilizar o argumento “-R” sempre!) execute os comandos:
sudo chmod -R 755 /diretorio_kext/nome_qualquer.kext
sudo chown -R root:wheel /diretorio_kext/nome_qualquer.kext

Sem essas permissões ele não será executado na inicialização do sistema, mesmo estando dentro da pasta específica.

4.5.3 – Drivers Extras

4.5.3.1 – Drivers Básicos
Recomendo a Leitura desse outro excelente artigo (em inglês): http://prasys.co.cc/2009/08/installing-snow-leopard-for-osx86/
Basicamente o que eu precisei incluir no /Extra:
* NullCPUPowerManagement.kext – Previne que o driver appleintelcpupowermanagement.kext seja carregado resultando em kernel panic.
* FakeSMC.kext – Descriptografa binarios da Apple, o que uma máquina Apple faz normamente e no PC precisamos de uma alternativa.
* AppleRTC.kext – Se você não possui seu próprio DSDT ou está com preguiça de fazer, pode tentar antes utilizar esse driver (Caso não saiba explicarei mais a frente o que é o DSDT)
*ApplePS2Drivers – Drivers para entrada do tipo PS/2 para o laptop/desktop do teclado e mouse.
*AppleNForceATA/AppleVIAATA/AppleATIATA – Drivers de controladora IDE, que para a minha configuração é a AppleNForceATA

Para o download individual dos arquivos, peço que acessem o artigo do prasys.co.cc.

Se não quiser perder tempo analisando um a um, o autor do artigo ainda criou um pacotão “Must Have” para ser instalado no /Extra/Extensions.

A idéia é conseguir realizar o Boot pelo Snow Leopard de forma mínima (Vale até usar o parâmetro -x para isso)

4.5.3.2 – Drivers Complementares
Se após incluir os drivers Básicos você conseguiu finalmente entrar no novo sistema MacOSX, pode ainda ter faltado o som, a rede e o vídeo.

4.5.3.2.1 – EFI Strings
É possível ao invés de utilizar drivers, em alguns casos, na base das EFI Strings, principalmente a placa de vídeo.

Tudo fica gravado no arquivo “com.apple.Boot.plist”.

A ferramenta OSX86Tools auxilia nesse processo, onde neste artigo, no passo 9, explica como utilizar a ferramenta (em inglês).

Atente para o esquema de pastas abordado no tópico 4.5.1, pois o OSX86Tools trabalha com o “/System”.

4.5.3.2.2 – Kexts Complementares
Os drivers que utilizei foram o de som e o de Rede:

* nForceLan.kext – Detectar a controladora de rede do chipset nForce5
* AppleAC97Audio.kext – Detectar o som ALC850

Ambos foram colocados em /System/Library/Extensions/

5 – Atualizando para o 10.6.2
Após a rede estar funcionando, é recomendável atualizar o sistema do 10.6.0 para o 10.6.2.
Realizada a atualização, não reinicie o computador diretamente, pois o kernel foi modificado para a versão original.

Neste momento recomendo o pacote que instala o kernel compatível com a versão 10.6.2 e modifica os arquivos automaticamente, neste tópico da HMBT.

Para fins de boot, o novo kernel é identificado como “legacy_kernel”. Caso algo dê errado, ainda é possível informar manualmente o mach_kernel.test7 caso tenha sido instalado previamente conforme tópico 4.2.

É preciso ter muito cuidado com as atualizações futuras, pois podem comprometer o sistema. A dica é ficar antenado com as comunidades e verificar se alguém já realizou o procedimento antes.

5 – Problemas e possíveis soluções
Mesmo após a instalação dos drivers, talvez alguma coisa ainda precise de ajustes.

5.1 – NVinject – GeForce
Se a placa de vídeo não funcionar com as EFI Strings, o jeito é apelar para o NVDarwin, NVinject ou projetos semelhantes.
No meu caso utilizei o projeto NVinject, onde dentro deste kext existe um arquivo “Info.plist” que deve ser modificado para se ajustar aos parâmetros da placa de vídeo.

Ao utilizar EFI Strings, remova os kexts equivalentes para não haver sobreposição.

5.2 – Restart/Shutdown
Caso o Restart e o Shutdown da máquina não funcionem adequadamente, os kexts disponíveis hoje que podem solucionar o problema são:
* EvOReboot
* OpenHaltRestart

5.3 – DSDT Patcher
Se ao reiniciar o computador depois de ter entrado no Snow Leopard e obter um “CMOS checksum error” da BIOS, sinal que está faltando um tratamento do RTC.

Para isso existem duas soluções:
* Utilizar o driver AppleRTC.kext, ou
* Criar um DSDT.aml

Caso não funcione com o driver, recomendo o uso do DSDT Patcher, que facilita o processo de criação do arquivo DSDT.aml.

Um tutorial que auxilia a usar o DSDT PAtcher pode ser encontrado aqui (em inglês).
Uma vez obtido o dsdt.aml, renomeie para DSDT.aml e coloque no “/” (raiz) ou no “/Extra”, lembrando das permissões (tópico 4.5.2).

5.4 – ApplePS2
Apesar de ter funcionado o mouse e o teclado PS2 corretamente, algumas mensagens (sudo dmesg) de erro apareceram no carregamento do driver. Ainda estou verificando o impacto disso no sistema.

5.5 – Finder em Inglês
Mesmo trocando a linguagem para português, algumas coisas permanecem em ingles, como o Finder e a barra do MacOSX. Tentei instalar o pacote de linguagens novamente (brazilianlanguage.pkg, que vem no DVD de instalação) e funcionou.

5.6 – iTunes não Funciona
Descobri que o kernel que utiliza não possui instruções necessárias para que o iTunes (e talvez outros programas) funcionem corretamente.

Para resolver o dilema, segui esta dica, que seria utilizar o Marvin´s AMD Utility, selecionar a última opção e utilizar como caminho a pasta /System. Após a execução o iTunes deve funcionar.

6 – Agradecimentos
Gostaria de agradecer as comunidades onde encontrei apoio (e kexts!):
* Forum HMBT – Tudo em bom português.
* InsanelyMac
* Xsellize
* ProjectosX
* InfiniteMac

Blogs:
* TeknoJunkie
* Prasys
* Pcwizcomputer
* Basshead

Sem falar nos projetos:
* Chameleon Boot
* OSX86
* ACPI

E até empresas!
* Psystar

7 – Tela Final

MacOSX 10.6.2 com GeForce GTS 250 via EFI

Divulguei este post no forum HMBT, para que ele possa se modificar e ajudar as pessoas que tem dificuldades (assim como eu tive) de entender todo o processo.

Anúncios